Concurso público e o direito subjetivo à nomeação: Uma análise a partir dos limites impostos pela Lei de Responsabilidade Fiscal

Tuany Baron de Vargas

Resumo


A Constituição Federal de 1988 define como regra para investidura em cargos e empregos públicos, em seu art. 37, inciso II, a prévia aprovação em concurso público. Entretanto, embora seja o concurso público determinação axiomática, as formas de operacionalização de seu comando, bem como de seus efeitos, não estão libertas de controvérsias. Isso porque a legislação infraconstitucional não tratou de pormenorizar a imposição constitucional. Dessa realidade são extraídas dificuldades tanto ao se estabelecer quais são os efeitos jurídicos gerados aos participantes do concurso, quanto na verificação da medida em que a Administração está vinculada. Dessa forma, propõe-se no presente texto analisar os direitos dos candidatos aprovados em concurso público, especialmente quanto às possíveis restrições a esses direitos que possam ser impostas por decorrência direta do disposto no art. 22 da Lei de Responsabilidade Fiscal.

Palavras-chave


concurso público; direito subjetivo à nomeação; responsabilidade fiscal.

Texto completo:

PDF

Referências


BACELLAR FILHO, Romeu Felipe. Considerações críticas sobre as licitações e contratos administrativos. A&C - Revista de Direito Administrativo & Constitucional. Belo Horizonte, Fórum, n. 14, dez. 2004.

BRASIL. Supremo Tribunal Federal. Ação Direta de Inconstitucionalidade nº 2931/RJ. Relator: Ministro Carlos Britto. Brasília, DF, 24 de fevereiro de 2005. Diário de Justiça. Brasília, 29 set. 2006.

BRASIL. Supremo Tribunal Federal. Recurso Extraordinário nº 598.099. Relator: Ministro Gilmar Mendes. Brasília, DF, 10 de agosto de 2011. Diário de Justiça Eletrônico. Brasília, 30 set. 2011.

DERZI, Misabel Abreu Machado. Lei de Responsabilidade Fiscal: Normas Gerais de Direito Financeiro. In: MARTINS, Ives Gandra da Silva; MENDES, Gilmar; NASCIMENTO, Carlos Valder do (Org.). Tratado de Direito Financeiro. vol 2. São Paulo: Saraiva, 2013.

MARTINS, Ives Gandra da Silva; NASCIMENTO, Carlos Valder do Nascimento (Org.). Comentários à lei de responsabilidade fiscal. 6 ed. São Paulo: Saraiva, 2012.

JUSTEN FILHO, Marçal. Curso de Direito Administrativo. 11 ed. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2015.

MELLO, Celso Antônio Bandeira de. Regime Constitucional dos servidores da administração direta e indireta. 2 ed. São Paulo: Revista dos Tribunais, 1991.

FORTINI, Cristiana (Org.). Servidor público: estudos em homenagem ao Professor Pedro Paulo de Almeida Dutra. Belo Horizonte: Fórum, 2009.

OLIVEIRA, Regis Fernandes de. Curso de Direito Financeiro. 6 ed. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2014.

REISDORFER, Guilherme F. Dias. Convocação de candidatos aprovados em concurso público e direito à nomeação: considerações sobre o controle judicial da atividade administrativa. Fórum Administrativo – FA, Belo Horizonte, ano 14, n. 164, out. 2014.

SILVA, Júlia Maria Plenamente. Considerações sobre a realização de concurso público para a formação de cadastro de reserva. Revista Brasileira de Estudos da Função Pública – RBEFP, Belo Horizonte, ano 1, n. 1, p. 161-181, jan./abr. 2012.

SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL. Súmula da Jurisprudência Predominante do Supremo Tribunal Federal – Anexo ao Regimento Interno. Edição: Imprensa Nacional, 1964, p. 37.




DOI: http://dx.doi.org/10.21056/aec.v16i64.246

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Tuany Baron de Vargas

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

ISSN 1516-3210 | e-ISSN 1984-4182


Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

R. Saldanha Marinho, n. 1762, Bigorrilho, Curitiba-PR, Brasil, CEP 80730-060
Telefone: +55 41 3014-0740

E-mail: aec.revista@gmail.com

http://www.revistaaec.com