Liberdade de expressão, Lei de Imprensa e discurso do ódio – Da restrição como violação à limitação como proteção

Indiara Liz Fazolo Pinto

Resumo


A liberdade de expressão e comunicação é direito fundamental que constitui um dos pilares da democracia, apresentando dupla dimensão, uma subjetiva e individual, a qual demanda abstenção estatal, e outra objetiva e coletiva, que exige do Estado o cumprimento de um papel promocional na sua efetivação. Diante das relevantes funções por ela exercidas, bem como pela grande influência que possui sobre a sociedade, deve ser limitada pelo poder público, de modo a garantir a igualdade material, a dignidade humana e a lisura do debate coletivo. A intervenção estatal na comunicação social assume caráter ambivalente, na medida em que pode caracterizar a censura, acarretando a desnaturalização da liberdade de imprensa, mas também pode representar a limitação protetiva de outros valores constitucionais, bem como da própria liberdade de expressão. A Lei n.º 5.250/67, que dava margem à opressão de toda espécie de manifestação do pensamento contrária ao regime autoritário instaurado pela Ditadura Militar, pelo que o STF, no bojo da ADPF nº 130, declarou inconstitucional todos os seus dispositivos. Um  dos possíveis limites à liberdade de imprensa consiste na vedação ao discurso do ódio, o qual possui como objetivo precípuo a ofensa a grupos historicamente estigmatizados pela sociedade. Tratados e convenções internacionais de direitos humanos obrigam os Estados a adotarem medidas de limitação ao hate speech, de modo a preservar outros direitos igualmente importantes. Assim, desde que observados os parâmetros de proporcionalidade, o discurso do ódio deve ser proibido, por agredir a dignidade humana e macular o ambiente de deliberação pública.


Palavras-chave


liberdade de expressão; limitação estatal; discurso do ódio; ADPF n. 130.

Texto completo:

PDF

Referências


ALEXY, Robert. Teoria de los derechos fundamentales. Madrid: Centro de Estúdios Constitucionales, 1993.

ANDRADE, Ana Carolina Oliveira de. Repercussões Jurídicas do fim da lei de imprensa. Revista de Direito Privado, São Paulo, v. 10, n. 44, p. 273-282, out./dez. 2010.

BARROSO, Luís Roberto. Colisão entre liberdade de expressão e direitos da personalidade. Critérios de ponderação. Interpretação constitucionalmente adequada do Código Civil e da Lei de Imprensa. Revista de Direito Administrativo, Rio de Janeiro, v.1, p. 1-36, jan./mar. 2004.

BELLUSCIO, Augusto César. La censura judicial. Anuario de Derecho Constitucional Latinoamericano, Montevideo, ano 12, tomo II, p. 949-963, 2006.

BOBBIO, Norberto. A era dos direitos. Rio de Janeiro: Campus, 1992.

BRASIL. Supremo Tribunal Federal. Argüição de Descumprimento de Preceito Fundamental nº 130. Relator Min. Carlos Ayres Britto, julgada em 30/04/2009, DJ 06/11/2009.

______. Supremo Tribunal Federal. Embargos de Declaração em Habeas Corpus nº 79.785-ED. Relator Min. Sepúlveda Pertence, julgado em 10/04/2003, DJ 23/05/2003.

______. Supremo Tribunal Federal. Habeas Corpus nº 82.424/RS. Relator Min. Moreira Alves, DJ 19/03/2004.

BRUGGER, Wienfried. Proibição ou proteção do discurso do ódio?: algumas observações sobre o direito alemão e o americano. Revista de Direito Público, Brasília, v. 1, n. 15, p. 117-136, jan./mar. 2007.

CLÈVE, Clèmerson Merlin. Liberdade de expressão, de informação e propaganda comercial. Revista Crítica Jurídica: Revista Latinoamericana de Política, Filosofia y Derecho, Curitiba, n. 24, p. 257-300, jan./dez. 2005.

DIEGUES, Jorge Alberto. ¿Es absoluta la prohibición de censura en el sistema interamericano?. Anuario de Derecho Constitucional Latinoamericano, Montevideo: Konrad Adenauer Stiftung, ano 14, p. 327-351, 2008.

DOTTI, René Ariel. Proteção da vida privada e liberdade de informação: possibilidades e limites. São Paulo: Revista dos Tribunais, 1980.

DOTTI, Rogéria. A responsabilidade subjetiva como um salvo-conduto à liberdade de expressão. Cadernos Jurídicos, Curitiba: Ordem dos Advogados do Brasil no Paraná, n. 17, p. 7-8, abril/2011.

DWORKIN, Ronald. O direito da liberdade: a leitura moral da constituição norte-americana. São Paulo: Martins Fontes, 2006.

EKMEKDJIAN, Miguel Ángel. Derecho a la información: reforma constitucional e libertad de expressión - nuevos aspectos. 2 ed. Buenos Aires: Depalma, 1996.

FARACO, Alexandre Ditzel. Democracia e mídia: fundamentos para uma análise jurídica. Revista de Direito Público da Economia, Belo Horizonte, ano 7, n. 26, abr./jun. 2009 (versão digital sem numeração de páginas).

FARIAS, Edmilson. Liberdade de expressão e comunicação: teoria e proteção constitucional. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2004.

FERRAZ, Sérgio Valladão Ferraz. A liberdade de expressão necessária em uma sociedade democrática. In: IKAWA, Daniela; PIOVESAN, Flávia; FACHIN, Melina Girardi (Orgs.). Direitos Humanos na ordem contemporânea: proteção nacional, regional e global. Curitiba: Juruá, v. 3., p. 451-477, 2010.

FISS, Owen M. A ironia da liberdade de expressão: estado, regulação e diversidade na esfera pública. Rio de Janeiro: Renovar, 2005.

FLORES, Joaquín Herrera. A (re)invenção dos direitos humanos. Florianópolis: Fundação Boiteux, 2009.

FOLHA DE S. PAULO. Lei de Imprensa: STF deveria manter o núcleo vivo da lei de 67, enquanto Congresso acelera trâmite de novo estatuto para a imprensa. Disponível em: . Acesso em: 09/08/2012.

GODOY, Luiz Bueno de. A liberdade de imprensa e os direitos da personalidade. São Paulo: Atlas, 2001.

GRAU, Eros Roberto. Ensaio e discurso sobre a interpretação/aplicação do direito. 5 ed. São Paulo: Malheiros, 2009.

LEONARDO, Rodrigo Xavier. Imprensa: o que o STF dá com uma mão tira com a outra? Disponível em: . Acesso em: 25 de julho de 2012.

______. O direito difuso à informação e a censura: os casos de interesse público envolvendo autoridades públicas. Cadernos Jurídicos, Curitiba: Ordem dos Advogados do Brasil no Paraná, n. 17, p. 3-6, abril/2011.

MENDES, Gilmar Ferreira. Direitos fundamentais e controle de constitucionalidade: estudos de direito constitucional. 4 ed. São Paulo: Saraiva, 2012.

MEYER-PFLUG, Samantha Ribeiro. Liberdade de expressão e discurso do ódio. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2009.

MILL, John Stuart. On liberty. Toronto: Broadway Literary Texts, 1999.

MILTON, John. Areopagítica: discurso pela liberdade de imprensa ao Parlamento da Inglaterra. Rio de Janeiro: Topbooks, 1999.

MOREIRA, Vital. O direito de resposta na Comunicação Social. Coimbra: Coimbra Editora, 1994.

ORGANIZAÇÃO DOS ESTADOS AMERICANOS. Corte Interamericana de Direitos Humanos. Caso Olmedo Bustos e outros versus Chile, de 05/02/2001.

______. Corte Interamericana de Direitos Humanos. Opinião Consultiva nº 5/85, de 13/11/1985.

PIOVESAN, Flávia. Direitos humanos e o direito constitucional internacional. 13 ed. São Paulo: Saraiva, 2012.

REALE JÚNIOR, Miguel. Limites à liberdade de expressão. Revista brasileira de ciências criminais, São Paulo, ano 17, p. 61-90, nov./dez. 2009.

RODRIGUES JR. Edson Beas. Solucionando o conflito entre o direito à imagem e a liberdade de expressão: a contribuição da jurisprudência da Corte Interamericana de Direitos Humanos. Revista dos Tribunais, São Paulo, ano 100, v. 905, p. 88-102, mar./2011.

SAGÜÉS, Néstor Pedro. Censura judicial previa a la prensa: posición de la Corte Interamericana de Derechos Humanos. Anuario de Derecho Constitucional Latinoamericano, Montevideo, ano 12, tomo II, p. 965-977, 2006

SARLET, Ingo Wolfgang. Os Direitos fundamentais sociais na Constituição de 1988. Revista Diálogo Jurídico, Salvador, v. 1, n. 1, abril/2001.

SARMENTO, Daniel. Liberdade de expressão, pluralismo e o papel promocional do Estado. Revista Diálogo Jurídico, Salvador, n. 16, maio/ago. 2007.

______. Livres e iguais: estudos de direito constitucional. Rio de Janeiro: Lumen Juris, 2010.

SEN, Amartya. Desenvolvimento como liberdade. São Paulo: Companhia das Letras, 2000.

SILVA, José Afonso da. Aplicabilidade das normas constitucionais. 6 ed. São Paulo: Malheiros, 2002.

______. Curso de direito constitucional positivo. 5 ed. São Paulo: Revista dos Tribunais, 1989.

UNIÃO EUROPÉIA. Corte Européia de Direitos Humanos. Caso Vejdeland e outros versus Suécia (Application nº 1813/07), de 09/05/2012.




DOI: http://dx.doi.org/10.21056/aec.v13i53.129

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Indiara Liz Fazolo Pinto

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

ISSN 1516-3210 | e-ISSN 1984-4182


Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

R. Saldanha Marinho, n. 1762, Bigorrilho, Curitiba-PR, Brasil, CEP 80730-060
Telefone: +55 41 3014-0740

E-mail: aec.revista@gmail.com

http://www.revistaaec.com